Entenda a alta dos preços nos supermercados: país enfrenta um período de inflação elevada.

Consumidores e fornecedores notam um aumento nos preços dos alimentos nas últimas semanas. Denúncias de preços abusivos já foram notificadas ao PROCON.

A explicação para o súbito aumento no valor de produtos essenciais na alimentação do brasileiro está na exportação de mercadorias por parte dos produtores ao mercado internacional. Com a alta do dólar e a alta demanda da China pelos produtos, o Brasil, um país de referência quando se fala sobre exportação, sofre com o aumento repentino nas prateleiras.

Em resposta ao PROCON, alguns estabelecimentos do tipo atacadista justificaram a alta nos preços com a elevação no preço de compra com os produtores. Se o produtor prefere exportar o produto ao invés de mantê-lo no mercado interno, os valores se elevam, tanto para o atacadista quanto para o consumidor final, ou seja, a população.

Há também um problema relacionado ao custo de produção do alimento, que é o caso do arroz. A Abiarroz (Associação Brasileira da Indústria do Arroz) informou que houve uma elevação de 30% no valor da matéria-prima no último mês, além do reajuste em razão da pandemia de Covid-19, devido a alta demanda no início do ano. O PROCON informou que já notificou a associação de produtores que apresentaram esta razão para o aumento de preços.

Medidas cabíveis

De acordo com profissionais economistas, o setor de Supermercados e seus representantes já recorreram á órgãos responsáveis, tais como o SENACON (Secretaria Nacional do Consumidor) e ao Ministério da Agricultura para tentar reajustar os preços e taxas de compra dos alimentos, porém, não obtiveram o retorno esperado até o momento. Ainda assim, os comerciantes buscaram respostas afim de não serem responsabilizados pela população acerca do aumento repentino nos preços.

Mantenha-se informado com o nosso blog! Não perca nossas postagens, estamos sempre trazendo temas relevantes para o consumidor brasileiro!

Fontes: Midiamax e Infomoney.

Posts Relacionados

Fechar Menu

Fale Conosco

Fale pelo Telefone

(19) 3231 5650

Fale pelo Whatsapp

(11) 9 4900 9364